quarta-feira, 1 de dezembro de 2021

O que ando a ler

 Guerra e Paz de Lev Tolstoi - a minha estreia com os clássicos russos. Será uma leitura longa mas prevejo que seja muito agradável.  

quinta-feira, 25 de novembro de 2021

Três Mulheres de Lisa Taddeo

Este livro é apresentado como uma obra de ficção. No entanto é escrito como se fosse ficção e diz ser sobre o desejo no feminino. São três mulheres muito diferentes mas que têm em comum viverem ainda num mundo que não parece aceitar que aquilo que têm não as faz felizes e precisam de mais.
Gostei deste livro e fez-me pensar em certas coisas. Sem dúvida que um dia vou reler. 

quinta-feira, 11 de novembro de 2021

Garden of Beasts de Jeffery Deaver

 Este livro fazia parte de um lote que me foi oferecido por uma amiga. Não conhecia o autor ou sequer tinha ouvido falar nele. Começar a ler este livro foi como ir a um encontro às cegas não sabia o que esperar.

A sinopse não fazia entrever o que aí vinha, fala, vagamente, de um americano que é um assassino a soldo e é enviado para a Alemanha Nazi durante os Jogos Olímpicos de 1936. 

Comecei a ler rapidamente me vi nas ruas de Berlim a fugir com Paul Schumamn à policia, a tentar cumprir a sua missão ( matar um alto comando do governo de Hitler) e tanto ele como eu começamos a ver como era a vida na Alemanha pré-Segunda Guerra Mundial.

Confesso que fui ficando sem fôlego pois o livro vai surpreendendo com alguns twists e situações inesperadas que no fim percebemos melhor como aconteceram. Nunca há momentos mortos neste livro. É um verdadeiro page-turner que satisfaz quem gosta do género mas também quem não o lê habitualmente. Além disso tudo que o que explica sobre a Alemanha Nazi é um plus. Muitas vezes os autores usam um background que serve apenas de background, aqui é explicado esse mesmo background, o que só enriquece o livro e eleva-o para lá do thriller sobre o homem que está numa missão de matar alguém importante. 

segunda-feira, 1 de novembro de 2021

O que ando a ler

 Garden Of Beasts de Jeffery Deaver - o livro que me mantém com ansiedade de saber o que vai acontecer a seguir. 

domingo, 10 de outubro de 2021

O Jogo de Ripper de Isabel Allende

 O ano passado li a Casa dos Espíritos e não fiquei muito impressionada com Isabel Allende. Gostei, mas não fiquei com vontade de correr a ler tudo o que escreveu.

De uma maneira geral, gostei mais deste livro. Mas mais uma vez não fiquei fascinada ou com vontade de explorar os livros de Allende. Posso voltar a ler, mas não será algo a que darei prioridade na compra....



sexta-feira, 1 de outubro de 2021

O que ando a ler

O Jogo de Ripper de Isabel Allende - não estou a adorar, mas estou a gostar mais do que a Casa dos Espíritos.  

sexta-feira, 24 de setembro de 2021

Guilhermina de Mário Claudio

 Guilhermina Suggia é uma conhecida violoncelista do inicio do século passado. Desde tenra idade que deslumbrou as audiências. Decidi ler este livro porque sempre tive curiosidade sobre ela. Afinal não é comum uma mulher se apresentar no palco naquela altura, ainda mais tocando um instrumento como o violoncelo. 

Mário Cláudio era um escritor que ainda não tinha experimentado e este livro pareceu-me uma boa oportunidade. Ele escreve muitíssimo bem, a sua escrita é poética. Mas nestas coisas das biografias eu prefiro algo mais simples, sem os floreados poéticos. 

Fica pois a vontade de ler mais sobre a Guilhermina e ler outros livros de Mário Cláudio. 

domingo, 19 de setembro de 2021

O Circo dos Sonhos de Erin Morgenstern

 Este livro foi uma das raras aquisições que fiz apenas porque achei interessante a sinopse.  Sempre gostei da arte circense ( o ambiente do livro) e dois rivais num jogo que se apaixonam um pelo outro remeteu-me para o clássico Romeu e Julieta.

Quando comecei a ler achei o livro uma grande seca, só mais ou menos a meio é que comecei a achar alguma piada ao livro. Alguns capítulos são muito enfadonhos, talvez porque os protagonistas desses mesmos capítulos também o sejam. 

A estrutura do livro não ajuda porque saltita demasiado entre personagens e acontecimentos que distanciam entre si no tempo. Além disso as descrições que deviam maravilhar, afinal é um circo mágico, são na maioria das vezes enfadonhas.

Além disto tudo achei as personagens e as suas motivações mal desenvolvidas. Falta à história algum sumo, desenvolvimento do que eles sentem, o que pensam para tornar o livro algo fascinante.

Ao fim de ler percebo que o verdadeiro protagonista fosse o circo, mas eu gosto MESMO é de histórias que falem de pessoas....


quarta-feira, 1 de setembro de 2021

A Casa de Charles Street de Danielle Steel

 O ano passado li pela primeira vez um livro da Danielle Steel. Lembro-me perfeitamente de ter gostado, de ser uma leitura muito agradável. Posso dizer o mesmo deste, no entanto não me agradou tanto como o outro. É, tal como o outro, uma historia em que alguém recomeça a sua vida depois de uma perda, mas achei que o outro tinha mais sumo...


sexta-feira, 13 de agosto de 2021

A Noite de Todas as Almas de Deborah Harkness

 Este livro é o primeiro de uma trilogia. Nos últimos anos as historias com vampiros têm-se tornado comuns. Isso torna difícil encontrar algo que valha a pena ler. Além disso o vampiro em si é uma criatura que vive de noite e bebe sangue, não haverá muito a lhe acrescentar. 

O que se destaca nesta história é alguma originalidade da mesma, temos vampiros, bruxas e demónios. Como protagonistas temos Diana Bishop e Mathew de Clairmont. Ele um vampiro, ela uma bruxa. A grande diferença entre muitas histórias como esta é que esta tem sumo. Diana é uma investigadora de alquimia que um dia descobre um livro há muito perdido na biblioteca da Universidade de Oxford. Matthew é um vampiro cientista que quer descobrir a origem das criaturas sobrenaturais. Há muito que procura o livro...

Este é o inicio que mantém o leitor intrigado sobre o misterioso livro, a história de Matthew e os motivos pelos quais Diana, apesar de ser bruxa, não usa a sua magia.



domingo, 1 de agosto de 2021

O que ando a ler

 A Noite de Todas as Almas de Deborah Harkness - o romance improvável entre um vampiro e uma bruxa tem sido a minha companhia por estes dias. 

sábado, 17 de julho de 2021

Até te conhecer de Judith McNaught

 Foi uma leitura muito agradável e refrescante. É verdade que este género tem um seu quê de clichês, mas neste caso a historia em si cativou, talvez por ser um pouco diferente do habitual. Creio que no futuro vou ler mais livros desta autora. 

quinta-feira, 1 de julho de 2021

sábado, 26 de junho de 2021

Clube de Combate de Chuck Palahniuk

 É raro um primeiro romance ser tão poderoso no seu conteúdo e tão brilhante na sua forma. Verdadeiramente inesquecível.

Booklist


É uma das citações que está na contracapa deste livro e que o resume muitíssimo bem. Se eu podia escrever mais sobre este livro? Sim, podia. Mas lembrem-se que a primeira regra do Clube de Combate é que não se fala do Clube de Combate.... 

quinta-feira, 17 de junho de 2021

Um Marquês Irresistível de Sarah Maclean

 Foi o primeiro livro que li desta autora. Por essa Internet fora multiplicam-se os elogios aos seus livros mas que não achei nada de especial... Achei o enredo aborrecido e o seu desenvolvimento não me convenceu lá muito. No fim do livro tem um pequeno aperitivo ( vamos lhe chamar assim) para o próximo livro e achei que podia ser uma leitura melhor... Se um dia ler verei se estou errada ou não. 

quinta-feira, 3 de junho de 2021

O Espelho e a Luz de Hilary Mantel

 Este livro é o terceiro e ultimo de uma série sobre Thomas Cromwell, uma figura importante na corte de Henrique VIII. Embora este rei dispense grandes apresentações, os que o rodearam não são sempre pessoas conhecidas, mas foram muito importantes para o seu reinado. 

Com este livro, Hilary Mantel, conclui de forma brilhante, a historia que começou com Wolf Hall. Os livros são ficçao, mas nao deixam de mostrar como se vivia numa época em o rei fazia o que queira e mostra como as conspirações, as ameaças se podiam tornar reais. Ninguém estava a salvo e Thomas Cromwell, apesar de tudo o que fez pelo reino, também não...

terça-feira, 1 de junho de 2021

O que ando a ler

 O Espelho e a Luz de Hilary Mantel - quase quase no fim deste magnifico livro. 


sábado, 1 de maio de 2021

quarta-feira, 21 de abril de 2021

Peripécias do Coração de Julia Quinn

 O segundo livro da família Brigerton tem como protagonistas Anthony, o filho mais velho da família e Kate Sheffield. Anthony está convencido que a irmã de Kate, Edwina dará uma excelente esposa, viscondessa e mãe para os filhos. O único problema é Kate. Edwina decidiu que só se casará se a irmã aprovar o marido que escolher. E Kate, não aprova Anthony, que considera um libertino, conquistador, etc, etc. Ele tem uma tarefa dupla: conquistar a irmã e a futura cunhada.

Este livro é uma comédia romântica, absolutamente deliciosa e na minha humilde opinião muito melhor do que o primeiro livro.


quinta-feira, 8 de abril de 2021

Ao Encontro do Destino de Amy Hatvany

Este livro aborda três temas importantes: a violência doméstica, a morte de um filho e o transplante de órgãos. O problema é que o faz de uma forma superficial, a meu ver está um bocado mal desenvolvido. Além disso a história parece arrastar-se, acabando por não se perceber muito bem qual era o objectivo do livro. 

quinta-feira, 1 de abril de 2021

O que ando a ler

 Ao Encontro do Destino de Amy Hatvany - uma leitura que não me está a apaixonar muito.


sexta-feira, 26 de março de 2021

A História de uma Serva de Margaret Atwood

 Nos últimos anos a televisão tem sido invadida por adaptações de livros. Não que isso não tenha acontecido desde sempre mas o aparecimento das plataformas de streaming como a Netflix parece ter inpulsionado isso.

A meu ver isto é melhor do que o cinema pois em televisao há mais tempo para esmiuçar os aspectos dos livros. Além disso, em muitos casos a série continua mesmo nao havendo livro. Para mim apreciadora de séries e livros tornou-se uma forma de conhecer novos livros e sobretudo novos autores.

O problema é que depois de ver a série tenho-me questionado se vale a pena ler o livro. Na maioria das vezes voto a favor, mas em muitos casos não me parece que vá acrescentar algo sobre a história. Muitas vezes também prefiro guardar a série e não misturar com o livro.

No caso deste livro, em particular, tinha-me decidido não ler o livro depois de ver a série. Mas quanto mais vi a série, afinal continua depois do livro original ( há uma continuação mas é recente) mais vontade tinha de ler na fonte o conteúdo da série.

A História de uma Serva é uma distopia e que assusta. Talvez porque acredito que possa tornar-se real. Temos assistido a um grande declínio de fertilidade, temos muitas mulheres que não querem ter filhos ( têm todo o direito de o fazer) e por isso não é difícil acreditar que medidas possam ser tomadas nesse sentido. Talvez não tão graves como neste livros, mas igualmente castradoras, afinal ao fim de contas a sociedade continua a castrar mais a mulher do que o homem, por isso seria "normal" que a mulher fosse considerada um objecto que serve apenas para procriar...

sábado, 13 de março de 2021

Hilda Furacão de Roberto Drummond

 Hilda Furacão fez sucesso como série da TV Globo nos anos 90. O que talvez poucos saibam é que a série adaptava um livro, também ele de sucesso, tendo sido considerado um dos cem melhores do século XX.

Hilda Furacão é a deliciosa história de uma mulher que no final dos anos 50 deixou tudo para se tornar prostituta. Porque é que uma menina de boas famílias deixaria uma vida confortável, um noivo e tudo mais para ser uma prostituta? É esse mistério que Roberto Drummond se propõe a desvendar. Ao mesmo tempo vai nos fazendo um retrato do Brasil que vivia dias difíceis, a par da peripécias típicas de uma cidade pequena chamada Santana dos Ferros, onde tinha nascido.



quarta-feira, 3 de março de 2021

Uma Paixão de Vermelho de Lorraine Heath

 A maioria destes livros apresenta a mesma sinopse: uma jovem debutante que quer casar e se interessa por um homem que já teve muitas amantes, vulgarmente conhecido como libertino.

Este livro apresenta-nos a Rose, uma jovem que seduz homens abastados e lhes rouba o dinheiro. Um plano funcional que sobrevive há anos. Tudo muda claro quando conhece Avendale. Ele descobre o seu plano e em troca de uma semana com ele dá-lhe cinco mil libras.

Além do ponto de partida ser diferente o livro também contém alguns mistérios. O leitor descobre ao mesmo tempo que os personagens o passado dos outros personagens. Na maioria dos livros sabemos antes mas aqui não. A meu ver um ponto muito positivo e devo dizer que algumas revelações me surpreenderam. 


segunda-feira, 1 de março de 2021

O que ando a ler

 Uma Paixão de Vermelho de Lorraine Heath - um romance light muito agradável de se ler. 

domingo, 21 de fevereiro de 2021

A Independência de uma mulher de Collen McCullough

 Não será exagero dizer que existem centenas de livros que continuam as várias obras de Jane Austen. 

É certo que adoro esta escritora mas nunca tive grande interesse em ler esses livros. Quando um livro termina para mim fecha-se a porta, não tenho curiosidade em imaginar o que acontece a seguir. Se gostar muito de um livro penso nele, faço ligações a outros mas nunca o que acontece a seguir.

Ler este livro foi uma excepção a essa regra. Em parte porque é dos poucos livros que está traduzido cá e em parte porque adorei outro livro da autora, o Pássaros Feridos. 

A independência de uma mulher continua Orgulho e Preconceito cerca de vinte anos depois do livro original terminar. Começa com a morte da Mrs Bennett e com Mary, que ficara a tomar conta da mãe, a ter que traçar um caminho sozinha. Mary ficou confinada em casa e aos seus deveres e carece de encontrar o seu próprio caminho, nem sempre será fácil, mas ela parece ter tudo bem definido. O problema é que por muito definidos que estejam os planos, a vida tem os seus próprios planos.

Em uma maneira geral gostei deste livro, mas mais pelo livro em si e ignorando que era uma continuação de Orgulho e Preconceito. Se pensar que é uma continuação já não gosto tanto assim... 


segunda-feira, 1 de fevereiro de 2021

Crónicas de Paixóes e Caprichos de Julia Quinn

Desde que estreou na Netflix que a série Brigerton tem dado muito que falar. Mas mesmo antes de ser uma série de sucesso televisivo, o sucesso no mundo literário já era muito. 

Há muito tempo que queria ler estes livros, mas o facto de serem vários sempre me puxou para atrás. Afinal o investimento de tempo e dinheiro podia não compensar. Um pouco embalada pelo sucesso da série decidi comprar este primeiro volume.

Cada livro acompanha um irmão Brigerton, são oito ao todo, na sua busca pelo amor. Começamos com Daphne, que já não é debutante. Cansada da pressão para casar ela aceita o plano do Duque de Hastings para fingirem que estão de namoro e assim puderem fugir ambos à pressão do casamento.

Neste tipo de livros o desenrolar não oferece muitas surpresas, mas a Julia Quinn sabe o que faz e consegue manter o interesse ao longo de todo o livro. E no fim fica aquela vontade de conhecer os aventuras e desventuras do resto da família.



terça-feira, 19 de janeiro de 2021

Viagem ao fundo de um coração de William Boyd

 o que dizer sobre este livro? Não gostei. O livro é um diário ficionado da vida de um escritor. Como diário achei que lhe faltava profundidade. Não me pareceu que viajasse ao fundo do coração. Todas as entradas me pareceram fúteis. O diário começa na adolescência e termina na velhice. Como Logan Montstuart era escritor é natural que tenha conhecido outros escritores, grandes nomes da literatura do séc. XX. E o livro está cheio desses momentos, contudo parece mais um desfile de nomes do que outra coisa. Nenhum desses se torna importante ou relevante para a história...