sábado, 29 de julho de 2017

Lovely

Uma das minhas colegas das aulas de francês liga sempre ao marido a hora de almoço. Não, não são recém-casados... Estão juntos há vários anos talvez uns vinte ou perto disso.
Quando a ouvi dizer isto pensei que muitas vezes as pessoas têm empenho na fase da conquista, fazem mil e uma coisas e depois nada ou pouco fazem para manter a chama...
 

quinta-feira, 27 de julho de 2017

Mais uma voltinha, mais uma moedinha...

E não é que há uma nova colecção de swinwear na Women's Secret?? Pois é verdade, desde Maio ou assim que é para aí a terceira que fazem. Longe vão os tempos que havia uma colecçao por temporada Primavera/Verão...

quarta-feira, 19 de julho de 2017

Como manter um bom relacionamento

Não se matem a tentar ser o casal perfeito, amor. Não se metam na vida um do outro; não tenham medo de se zangar, de deixar de se falar ou de dizer umas pequenas petas; faz a tua parte da limpeza; não deixes as cuecas sujas viradas do avesso no chão; deixa o tampo da sanita para baixo; compra-lhe flores uma vez por mês e belisca-lhe o rabo uma vez por semana. O resto é contigo.
 
 
In Nós Os Dois de Andy Jones.

domingo, 16 de julho de 2017

E se arranjassem uma vida???

Estava aqui a ler isto e a pensar: o que se passa na cabeça das pessoas para apoiarem ou não o namoro do CR7 com a Georgina??
 
Eu até percebo que possam ter mais simpatia pela Irina. Pessoalmente até acho que ela é mais bonita do que a Georgina. Mas reparem o CR7 é uma pessoa e como tal gere as suas relações como quer. Se não deu certo com a Irina, ele limitou-se a seguir em frente. E a Irina também o fez e até acho que o Bradley Cooper é mais giro que o CR7, que nunca achei giro nem aqui nem na China.
 
Seja como for eu acho isto detestável e não entendo como é que as pessoas se dão ao trabalho de criticarem, humilharem e rebaixarem a Georgina. Uma coisa são nas conversas de amigos nós falarmos e mostrarmos uma preferência por alguém, outra é humilhar, fazer fotos, até contas de instangram para achincalhar alguém que se limitou a apaixonar por um homem livre e desimpedido.

quinta-feira, 13 de julho de 2017

Ed Sheeran - Photograph

Eu sou suspeita mas adoro esta música do Ed Sheeran. Já agora faz parte da OST do filme Viver Depois de Ti.
 

quarta-feira, 12 de julho de 2017

O problema dos resumos

O meu problema com eles é sempre o mesmo: não sei resumir. Se tiver que contar alguma coisa, conto com todos os detalhes, gosto que quem me está a ouvir saiba todos os detalhes. Claro que muitos destes detalhes não são importantes. Mas e há sempre um mas eu sinto se não contar tudo algo se vai perder e a informação perde sentido ou fica incompleta. Por isso, por vezes acho que devem de me achar um bocadito chata...

terça-feira, 11 de julho de 2017

Viver Depois de Ti de Jojo Meyes

A primeira vez que vi este livro, por aí, achei que o devia ler. Havia qualquer coisa na sinopse e em algumas opiniões que li que me fizeram acreditar que era um livro que ia gostar de ler. Não me enganei.
 
Inicialmente achava que o livro era um bocado light hearted. A sinopse fazia-me lembrar o filme Amigos Improváveis mas algo mais simples. Estava errada. É verdade que ambos os protagonistas são tetraplégicos e tem a tratar de si pessoas sui generis, há o inevitável choque de personalidades, mas semelhanças ficam por aí. Este livro fala de algo que o Amigos Improváveis nem aborda: a eutanásia.
 
A vida de Louisa Clark muda quando começa a cuidar de Will Traynor, mas vida dele também muda ao conhece-la. São pessoas muito diferentes, que viveram vidas muito diferentes. Se a Louisa é capaz de fazer o Will mudar de ideias e não recorrer à eutanásia é algo que vão ter que ler para descobrir.
 
A viagem vale a pena, garanto. Estamos perante um livro que aborda um tema importante, mas não cai em clichés exagerados, faz-nos ver como é o mundo de quem vive preso a uma cadeira e sobretudo faz-nos pensar na vida que temos e se é essa a vida que queremos.