terça-feira, 8 de novembro de 2016

Para ler e reflectir

Estava agora a passar os olhos pelo meu feed do facebook quando me deparei com isto: Why We Lose Interest In People Who Show Too Much Interest In Us. 
 
Li e realmente há qualquer coisa de verdade naquilo que é dito. Quase todos já verificamos que quando não mostramos interesse a pessoa parece se interessar ainda mais. Os motivos saõ explicados no artigo. O interessante disto tudo é o perder interesse se há muito interesse porque é que tem de ser assim? Mas creio que já todos vimos isso acontecer. Pessoalmente se não tenho interesse deixo o mais claro possível e se tenho também tento que notem. Não sei se em muitos casos foi/irá ser eficaz. Mas não acho que fingir indiferença por quem nos atrai seja bom ou até correcto.



 
 
 

3 comentários:

Eva Maria Valério de Sousa disse...

Há uma parte no orgulho e preconceito em que a Jane tem um crush e se afasta porque ele lhe faz um poema. Eu concordo com o livro, a pessoa só se afasta se a outra mostrar afeição se a afeição não for verdadeira. A característica mais atraente que alguém pode ter é estar interessada em nós, é lógico que do interesse há conquista tem existir algum esforço, mas acredito que este esforço é só para acalmar as nossas inseguranças, para sentirmos que a pessoa é suficientemente boa para nós e não apenas alguém que por acaso cruzou o nosso caminho. Eu com o loiro foi um começo muito simples, com o meu ex 5 anos de sim e não até nos decidirmos a iniciar uma relação que passados muitos anos não funcionou, como sabes o caminho tem picos e fossas (como a maioria das relações), por isso acho que não há uma regra, mas se confiarmos na Jane Austen mostrar é sempre melhor que não mostrar, as mulheres escolhem os homens e deixam-nos trabalhar para isso...

Madrigal disse...

A Jane é e será sempre a nossa bíblia. Quanto ao resto não há muito a dizer :D Tu deixas-me sempre sem palavras :D

Eva Maria Valério de Sousa disse...

Porque escrevi há por engano em vez de à? :P